Na Bibli-ASPA, todos os refugiados recebem alimentação, por vezes a única do dia. O momento da refeição é também oportunidade de socialização e confraternização, essencial para o convívio entre os refugiados, e entre eles e brasileiros.