Zeca Baleiro

Cantor, compositor e produtor. Nasceu na cidade de Arari, no Maranhão, no ano de 1966. Ganhou o apelido “Baleiro” quando cursava a universidade porque gostava muito de comer balas, doces e guloseimas, de modo geral, durante as aulas. Antes de dedicar-se exclusivamente à música, chegou, inclusive, a abrir uma loja de balas, tortas e doces caseiros chamada “Fazdocinhá”, nome retirado de uma tradicional cantiga de roda. Transferiu-se para São Paulo no ano de 1991, quando começou a atuar em bares e na noite paulistana. Por essa época, conheceu Chico César através de um amigo comum, o poeta Celso Borges. Fizeram músicas, shows e apresentações em barzinhos e casas noturnas da capital paulista. Criou o selo musical Saravá Discos, pelo qual  lançou vários CDs, entre os quais “Baião de nós” (Tiago Araripe), Chico Lobo, Antônio Vieira, “Cruel” e “Sinceramente”, ambos de Sérgio Sampaio, entre muitos outros trabalhos, inclusive seus, produzindo mais de 16 discos. Lançou os livros “Bala na agulha” e “Vida”, este último pela Editora da Universidade Federal de Goiás, com projeto gráfico de Roger Mello.

Música: Salão de Beleza

 

Caetano Veloso

Cantor,  músico, compositor, produtor, arranjador e escritor. Nasceu a 7 de agosto de 1942, em Santo Amaro da Purificação, Bahia. Desde menino, demonstrou interesse pela música, pintura e depois pelo cinema. Em 1959, conheceu o trabalho de João Gilberto através do LP “Chega de saudade”, apresentado por um amigo do ginásio. Este seria o músico que mais influenciaria sua trajetória artística. Aprendeu a tocar violão e cantou com a irmã Maria Bethânia em bares de Salvador. Ingressou na Faculdade de Filosofia, da Universidade Federal da Bahia, em 1963. Ainda neste ano, conheceu e tornou-se amigo do ídolo que já conhecia pela TV, Gilberto Gil, apresentado pelo produtor Roberto Santana. Conheceu também Gal Costa e Tom Zé. Caetano Veloso é considerado um dos artistas brasileiros mais influentes desde a década de 1960.  Em 2004, foi considerado um dos mais respeitados e produtivos músicos latino-americanos do mundo, tendo mais de cinquenta discos lançados e canções em trilhas sonoras de filmes, como Hable con Ella, de Pedro Almodovar e Frida, de Julie Taymor. É uma das figuras mais importantes da música popular brasileira e é considerado internacionalmente um dos melhores compositores do século XX, sendo comparado a nomes, como Bob Dylan, Bob Marley, John Lennon e Paul McCartney.

Música: Alegria, Alegria

 

Gilberto Gil

Compositor, cantor e instrumentista brasileiro. Nascido em Salvador, Bahia no ano de 1942. Em 1952 passou a frequentar a Academia Regina, onde teve aulas de acordeom. Estudou o instrumento por quatro anos, tendo neste período formado o grupo Bando Alegre com colegas do colégio Nossa Senhora da Vitória, onde estudava. Mais tarde, formou também o grupo Os Desafinados. Frequentou programas da Rádio Excelsior, onde se reuniam acordeonistas nordestinos. Lá conheceu Sivuca e Hermeto Pascoal. Em 1961, foi presenteado por sua mãe com um violão, instrumento que veio a tocar com muita personalidade. Teve como influência musical as canções típicas do sertão baiano, como as cantorias dos cegos e violeiros de feiras e os dobrados tocados pelas bandinhas em festas religiosas. Mais tarde, passou a ouvir também Garoto, Johnny Alf, Lúcio Alves, além de João Gilberto, divisor de águas na vida musical de muitos dos grandes nomes da MPB. Sua estreia em disco foi em 1962  No início da sua carreira artística, ainda em Salvador, apresentou-se em programas de rádio e televisão. Foi através desses programas que ganhou a admiração de Caetano Veloso, que mais tarde se tornou seu parceiro e grande amigo. Também conhecido por sua inovação musical e por ser ganhador de prêmios Grammy e Grammy Latino. Gil foi embaixador da ONU para a agricultura e alimentação e ex-Ministro da Cultura do Brasil (2003–2008). Em mais de cinquenta álbuns lançados, ele incorporou a gama eclética de suas influências, incluindo rock, gêneros tipicamente brasileiros, música africana e reggae, por exemplo.

Música: Aquele Abraço

 

Maria Bethânia

Cantora e compositora. Nascida em Santo Amaro da Purificação, Bahia, em 1946. Ela participou, na juventude, de peças teatrais ao lado de seu irmão, o cantor Caetano Veloso e de outros cantores proeminentes da época. Em 1965, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde começou sua carreira musical substituindo a cantora Nara Leão no espetáculo Opinião. No mesmo ano, assinou contrato com a gravadora RCA e lançou seu homônimo álbum de estreia. Em 1978, Bethânia tornou-se a primeira cantora brasileira a vender mais de um milhão de cópias de um único disco, com o álbum Álibi. Tendo lançado 50 álbuns de estúdio em 47 anos de carreira, a cantora está entre os 10 artistas com maior número de vendagem de discos no Brasil, com cerca de mais de 29 milhões de cópias vendidas. Bethânia foi eleita a 5ª Maior Voz da Música Brasileira, de todos os tempos, pela conceituada revista Rolling Stone Brasil. Ficando atrás somente de quatro cantores já falecidos, ou seja, Bethânia seria atualmente a maior voz do Brasil.

Música: Reconvexo

 

Gal Costa

Cantora, nascida em  Salvador no ano de 1945, foi pelo pai, que gostava de música. Na adolescência tocava um pouco de violão e cantava em festas. Conheceu Caetano Veloso e sua irmã Maria Bethânia em 1963, e com eles, Gilberto Gil e Tom Zé montou o espetáculo musical “Nós, por Exemplo”, em 1964. No ano seguinte  o grupo foi para São Paulo, onde, sempre ligados, cada um seguiu sua carreira solo. Gal gravou o primeiro compacto em 1965, com “Eu Vim da Bahia” (Gilberto Gil) e “Sim, Foi Você” (Caetano Veloso). Participou do I Festival Internacional da Canção em 1966, ano em que seu empresário Guilherme Araújo a convenceu a adotar o nome artístico Gal, e não mais Maria da Graça. Em 1979, o disco “Gal Tropical” inaugura uma nova fase em sua carreira, mais popular e comercial, para um público mais amadurecido. Passou pela década de 80 como absoluta no rol das estrelas de primeira grandeza da música popular brasileira, chegando a ser considerada por alguns como a maior cantora do Brasil. Na década de 90 continuou a  ser uma das cantoras mais vendidas do Brasil.

Música: Vapor Barato

 

Fonte: http://www.dicionariompb.com.br/