cartao-6-aquarela

 

Bibliodiversidade é um termo inspirado no conceito de biodiversidade e se refere à necessidade de diversidade na produção editorial e nos acervos disponibilizados aos leitores em bibliotecas, livrarias e outros ambientes.

Nesse contexto, o conteúdo e a temática das obras adquirem importância fundamental, além da diversidade de títulos, editoras, autores e idiomas.

A criação das Edições BibliASPA tem como um de seus principais objetivos justamente o de promover a bibliodiversidade, por meio da publicação de obras que ajudem a formar bibliotecas com acervos físicos e virtuais dedicados a temas árabes, africanos e sul-americanos.

Isso envolve a tradução e-ou produção de obras relevantes para o conhecimento das regiões envolvidas, a realização de seminários, colóquios, mesas redondas, missões acadêmicas e debates e o incentivo ao intercâmbio e à cooperação na produção educativa e cultural, a fim de estimular a reflexão crítica, pesquisa, produção e difusão de saberes, a aproximação e o conhecimento mútuo entre a América do Sul, a África e os países árabes.

Como se sabe, a imagem de árabes, africanos e sul-americanos sofreu distorções em vários períodos da história, muitas vezes com apoio de livros e obras artísticas. Assim, é essencial que todas as pessoas tenham acesso a todos os tipos de publicação.

Por vezes, o editor acaba favorecendo uma economia baseada na demanda e no que tem mais possibilidade de venda, no aspecto comercial exclusivamente. Fica claro o papel da variedade de editoras, escritores e títulos para evitar a superprodução de grandes sucessos e o estrangulamento de outras visões.

21 de setembro é considerado o Dia da Bibliodiversidade. Nessa e em outras datas, devemos defender o direito à possibilidade de expressão de literaturas diversas para pôr fim à valorização desproporcional e demonstrar que deve haver reconhecimento e espaço para distintas manifestações.

Em 2007, a UNESCO promoveu a Convenção para Proteção e Promoção da Diversidade das Produções Culturais, uma ferramenta importante também para favorecer e proteger a bibliodiversidade.

Desde 2003, as Edições BibliASPA vem promovendo uma série de eventos, frequentemente em parceria com outras instituições, como Senac e Biblioteca Monteiro Lobato, para discutir a bibliodiversidade. Junte-se a nós neste movimento!

 

Untitled-1